Artista plástica brasileira conquista seu espaço na Europa

Lu Mourelle aproveita-se dos significados da palavra francesa “Madame” para exibir criações que podem remeter a dúvidas sobre suas origens e motivações dessas personagens. Acima do bem e do mal, inocentes ou maliciosas, essas mulheres serão decifradas pela aparência no primeiro olhar, assim como a “madame” da vida real. A artista explora a ideia de que cada mulher tem suas necessidades únicas e diversas: “Todas as criações são baseadas na minha vivência pessoal, pois desde criança estive a morar em diferentes cidades entre a Europa e o Brasil. Assimilei características sociais e culturas distintas. Então, são personagens reais, embora estilizadas, mas sempre com algo importante a acrescentar. Cabe ao visitante interpretá-las” afirma.

Lu Morelle | Foto: Divulgação
Lu Morelle | Foto: Divulgação

Nascida em Campinas, interior de São Paulo, já expôs suas obras em países da América do Sul, França, Alemanha, Luxemburgo, Espanha e Áustria. Membro da Sociedade Nacional de Belas Artes de Lisboa, a artista chegou a Portugal, incentivada pelo vice-presidente da Sociedade Nacional de Belas Artes, o pintor Jaime Silva, que a conheceu depois de visitar uma exposição sua em Lisboa, em 2017. 

No ano passado, participou como convidada da Bienal de Florença – onde todas as obras foram adquiridas por colecionadores dos Estados Unidos, Canadá e Irlanda – e, este ano, expôs no Salon D’Art Contemporain de Paris, no Parc Des Exposition.

Lu reside em Portugal, desde 2018, onde tem seu próprio espaço Lu Mourelle Art Gallery, na Cidadela Art District de Cascais. A obra de Lu é fruto de sua bagagem emocional, que desde a infância alterna residência entre o Brasil e a Europa. Acostumada desde cedo a integrar sociedades diversas, dedicou-se ao mundo da moda antes de abraçar completamente as Artes Plásticas.

‘Madames’, sua série mais recente que fez parte da mostra ‘Outros Tempos’, recentemente em cartaz na sua galeria, trouxe rostos femininos que estimulam o poder de interpretação do público. São feições e olhares inquietantes, curiosos e muitas vezes de natureza ambígua. Assim, Lu deseja estimular a compreensão de belezas exóticas, atípicas e contemporâneas. 

Obra de Lu Morelle | Foto: Divulgação
Obra de Lu Morelle | Foto: Divulgação

Deixe uma resposta