Centro de Referência da Música Carioca: conto sobre os Beatles e Black Bird Band

Black Bird Band | Foto: Divulgação

Os Beatles foram e continuarão sendo uma das maiores
influências da nossa cultura, não apenas no cenário musical, mas em todas as
esferas. A literatura é uma das vertentes que se inspira no legado dos meninos
de Liverpool. O relançamento de O Livro Branco, organizado por Henrique
Rodrigues
e publicado pela Editora Record, em 2012, contempla a magnitude da
obra dos Beatles, com um novo olhar para as canções e um estímulo para o hábito
da leitura. Os autores Simone Campos, Felipe Pena e Godofredo Oliveira Neto
estarão presentes para a noite de autógrafos.

O evento contará ainda com o show da banda Black Bird,
que cantam músicas da banda de Liverpool.

O Centro de Referência
da Música Carioca Artur da Távola
fica na Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca. Sexta-feira, (11/04), às 19hrs.

Sinopse:

Seguindo a bem sucedida formula da antologia Como se não
houvesse amanhã, que reunia contos inspirados em letras Legião Urbano, desta
vez Henrique Rodrigues chamou vinte autores-dentre eles Marcia Tiburi, Carola
Saavedra
e Zeca Camargo, estreante na ficção-para escrever contos inspirados
nas musicas de uma das mais importantes bandas de rock de todos os tempos, que serviu
de inspiração para o surgimento de tantas outras: Os Beatles.

Em O livro branco — referência a um dos mais
famosos discos da banda, o Álbum Branco, lançado em 1968 — a riqueza do legado
beatle, de mil imagens e mui citáveis frases, acende a imaginação de uma
heterogênea turma e renasce em forma de relatos emotivos, engenhosos,
assombrosos, delirantes, singelos, brutais, sacanas e sagrados. Pelo olhar de
vinte escritores, clássicos do repertório dos Beatles como Penny Lane, Eleanor
Rigby, Hey Jude, Let it be e Ticket to ride ganham os mais diversos contornos
literários. Cada autor ficou livre para escolher a música preferida e
escrever uma história, e o resultado ficou tão diverso quantas são as
diferentes fases dos Beatles. Reunidos, deram num livro que deve ser curtido
com o mesmo desprendimento necessário a uma primeira audição do Álbum branco. E
que a trilha sonora que o embala possa inspirar uma nova forma de curtir as
músicas dos Fab Four.

Deixe uma resposta