Fundação Laço Rosa realiza live com Maria Rita na piscina do Fasano

Ana Furtado no Cristo Redentor | Foto: Divulgação
Ana Furtado no Cristo Redentor | Foto: Divulgação

Estamos vivendo um ano atípico, mas a causa do câncer de mama não pode ser esquecida. Para lembrar aos brasileiros que essa é uma doença que não faz quarentena e não espera, a Fundação Laço Rosa iluminou, na noite desta quinta-feira, o dia 1º de outubro, o Cristo Redentor, abrindo a programação do Outubro Rosa 2020. A instituição é reconhecida nacionalmente pelo seu empenho contínuo para diminuir as desigualdades de acesso e tratamento do câncer. Como nesta edição não foi possível reunir presencialmente no monumento as pacientes em tratamento, o evento contou com uma ação online pelas plataformas da Laço, cujo tema este ano é #DoarSalva!  Além de uma cerimônia que teve por objetivo celebrar a vida e renovar a fé, a apresentadora Ana Furtado, que recentemente venceu a doença e passou pelo tratamento, esteve presente no monumento e foi a madrinha da campanha pela Fundação Laço Rosa neste ano.

Uma live musical pós-iluminação aconteceu logo em seguida diretamente do terraço do hotel Fasano, em Ipanema – de lá é possível avistar o Cristo -, com um show da cantora Maria Rita e apresentação de Adriane Galisteu. Foi uma noite calorosa. Maria Rita cantou músicas do repertório de sua mãe, Elis Regina. A cantora também contou que uma de suas melhores amigas teve câncer de mama e dividiu ali momentos que emocionaram a todos. Foi a primeira vez na história do hotel Fasano, que a icônica piscina de borda infinita deles ficou totalmente rosa, e permanecerá durante todo o mês de outubro. A live contou ainda com a participação em depoimento de famosas como Adriana Esteves, Cláudia Raia, Fernanda Motta, Ingrid Guimarães, Flávia Alessandra, Maria Fernanda Cândido, Sheron Menezzes e Heloísa Périssé. Vinícius Belo foi o relações públicas responsável pelo evento.

A pandemia escancarou a fratura exposta que vivemos diariamente na saúde brasileira e acordou a sociedade para a importância do terceiro setor no dia a dia do país. Nunca antes na história do Brasil tivemos tantas doações financeiras ajudando as pontas mais vulneráveis e esse é um movimento que não tem mais volta. Doar precisa estar na cultura da população porque vimos que #doarsalva. Por isso lançamos esse movimento e convidamos todos que puderem para doar e arrastar outras pessoas pelo exemplo. Também lançamos o “selo rosa” para as empresas comprometidas com a Laço Rosa.  O câncer não vai esperar a COVID passar e os números que já eram feios, agora são mais alarmantes. Mais do que nunca, é necessário e urgente que todos ajudem a salvar vidas!”, alerta Marcelle Medeiros, presidente da Fundação Laço Rosa.

Marcelle Medeiros | Foto: Mariama Prieto
Marcelle Medeiros | Foto: Mariama Prieto
Vinicius Belo | Foto: Mariama Prieto
Vinicius Belo | Foto: Mariama Prieto
Jéssica Reis | Credito Mariama Prieto
Jéssica Reis | Credito Mariama Prieto
Adriane Galisteu com Maria Rita, Daniela Oscar, Marcelle Medeiros e Paula Bezerra de Mello | Foto: Mariama Prieto
Adriane Galisteu com Maria Rita, Daniela Oscar, Marcelle Medeiros e Paula Bezerra de Mello | Foto: Mariama Prieto
Daniela Oscar, Adriane Galisteu e Marcelle Medeiros. Credito Mariama Prieto | Foto: Mariama Prieto
Daniela Oscar, Adriane Galisteu e Marcelle Medeiros. Credito Mariama Prieto | Foto: Mariama Prieto
O show da cantora Maria Rita | Foto: Mariama Prieto
O show da cantora Maria Rita | Foto: Mariama Prieto
Adriane Galisteu | Foto: Mariama Prieto
Paula Bezerra de Mello entre Marcelle Medeiros e Daniela Oscar | Foto: Mariama Prieto
Paula Bezerra de Mello entre Marcelle Medeiros e Daniela Oscar | Foto: Mariama Prieto
Vinícius Belo e Letícia Carvalho | Foto: Mariama Prieto
Vinícius Belo e Letícia Carvalho | Foto: Mariama Prieto

Deixe uma resposta