Moacyr Luz e Samba do Trabalhador voltam em formato de show

Moacyr Luz e Samba do Trabalhador | Foto: Marluci Martins
Moacyr Luz e Samba do Trabalhador | Foto: Marluci Martins

Durante quinze anos seguidos Moacyr Luz e Samba do Trabalhador se apresentaram todas as segundas-feiras no Renascença Clube, Zona Norte do Rio de Janeiro, até que veio a pandemia e um dos eventos mais tradicionais da cidade precisou fechar as portas, temporariamente. Então vieram as lives, inicialmente com cada músico em sua casa, e depois com o grupo reunido no Rena, com três edições de sucesso, que ajudaram a matar um pouco da saudade. Mas ainda faltava um dos ingredientes principais: o público. Sete meses depois, o reencontro. No próximo dia 19 de outubro, o Samba do Trabalhador está de volta, agora em novo formato, que permitirá seguir medidas sanitárias e de distanciamento social para a contenção da Covid-19.

Os músicos agora se apresentarão de frente para a plateia, em formato de show. A casa funcionará com 50% da capacidade e o público ficará distribuído em mesas, com distanciamento social mínimo estabelecido. Os lugares não serão vendidos separadamente, apenas para as 52 mesas fechadas em grupos de até 4 pessoas. As vendas serão feitas somente online, pelo site http://www.eventim.com.br/artist/moacyrluz/.

No acesso ao Renascença, haverá aferição de temperatura e álcool gel, que também ficarão dispostos nas mesas e espalhados em pontos estratégicos no clube. A máscara será item obrigatório para entrada no evento.

A compra de bebidas e comidas só poderá ser feita das mesas, tendo o evento reforçado o número de garçons para atender as demandas. Todos os funcionários estarão munidos de equipamento de proteção individual.

No reencontro com o público, Moacyr Luz e Samba do Trabalhador apresentarão repertório de sambas clássicos, habitualmente apresentados no evento, além de músicas do disco “Fazendo Samba”, indicado ao Grammy Latino 2020 na categoria “Melhor Álbum de Samba/Pagode”. Quinto álbum do grupo, o projeto teve show de lançamento em março no Circo Voador (RJ), com participações especiais de Marcelo D2, Roberta Sá e Toninho Geraes.

O SDT é formado por: Moacyr Luz (voz e violão), Daniel Neves (violão de 7 cordas), Alexandre Marmita (voz e cavaco), Gabriel Cavalcante (voz e cavaco), Nego Alvaro (voz e percussão), Luiz Augusto Lima Guimaraes (percussão), Nilson Visual (surdo), Junior De Oliveira (percussão) e Mingo Silva (voz e pandeiro).

Deixe uma resposta